Somos uma empresa altamente especializada, preparada e apta, onde estamos no mercado desde 2000, atuando na confecção de Projetos de Pesquisa, Monografias Prontas, TCC Pronto, Dissertação de Mestrado, Tese de Doutorado, Trabalhos Prontos, Trabalhos Acadêmicos, Escolares, Artigos Científicos, Papers, Apresentação em Power Point (PPT) e Outros. A apresentação final de cada monografia deve seguir um modelo de formatação ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e todos os nossos trabalhos são entregue pronto para o aluno realizar a apresentação, pois já enviamos o trabalho formatado de acordo com as normas da ABNT. Temos o maior catálogo de Monografias Prontas, TCC Pronto e Trabalhos Acadêmicos à pronta entrega, onde disponiblizamos através de uma seção exclusiva com os mais diversos temas de Monografias Prontas. Realizamos um trabalho onde visamos que o aluno realize uma reflexão sobre o TCC Pronto, para que deste modo venha a compreender a importância da monografia realizada, pois, os trabalhos de conclusão de curso (TCC) de graduação, monografias de pós-graduação, dissertação de mestrado e tese de doutorado, possuem um modo de estrutura, escrita e elaboração parecido, alterando apenas os níveis de complexidades de cada trabalho. Oferecemos também um trabalho personalizado, onde, realizamos a orientação acadêmica, ou seja, seremos o seu orientador acadêmico, o aluno desenvolve o seu próprio trabalho sob a nossa supervisão, a orientação acadêmica iremos auxiliar no levantamento bibliográfico, apontar correções e melhorias a serem realizadas no trabalho pelo aluno, correções ortográficas, formatação ABNT e auxilio no desenvolvimento do power point (PPT) para apresentação da monografia.

LiveZilla Live Chat Software


Conversar, Conviver e se Apresentar

* Maria Aparecida A. Araújo

Sociabilidade, habilidade em construir sólidos relacionamentos, simpatia e vasto círculo de amigos e conhecidos podem ser itens decisivos na carreira de um profissional.

A convivência exige de nós certas habilidades, que só vêm com o exercício cotidiano. Portanto, inicie uma caminhada em busca do objetivo de fazer amizade e se tornar agradável às pessoas com quem tiver chance de se relacionar.

Estudiosos do comportamento humano aferiram que 55% da primeira impressão que causamos nas pessoas são baseados na aparência e na linguagem corporal, 38% no tom de voz e apenas 7% no conteúdo do que é dito. Se essa primeira impressão for positiva, a tendência será de aceitação. Se for negativa, a porta tende a se fechar para o relacionamento.

Ao se aproximar das pessoas, nunca se esqueça de caprichar no magnetismo pessoal, iluminando seu rosto com um sorriso franco e natural. Uma aparência bem-cuidada, emoldurada por um belo sorriso, tem tudo para agradar logo no início do contato.

O seu modo de caminhar também é revelador. Postura curva e desanimada, passos vacilantes, andar desengonçado não irão projetar a imagem de alguém confiante e bem-sucedido. Acerte, então, o passo!

Coloque toda a sua energia positiva no ato de apertar a mão da outra pessoa. Quem fica com a mão mole, só dá a ponta dos dedos ou tritura os ossos do outro, demonstra desprezo, falta de personalidade, fraqueza ou, no último caso, truculência e grosseria. Teste seu aperto de mãos com seus parentes em casa e verifique se está praticando com a firmeza necessária.

É muito importante dominar as regras de precedência no aperto de mãos para não ferir suscetibilidades e quebrar a hierarquia. Cabe ao superior estender a mão para o subordinado, a mulher ao homem, o idoso ao mais jovem e o cliente ao profissional que o atende.

No momento em que for apresentado a alguém, não diga "Muito prazer". O correto é "Como vai Sr. Fulano" (pode-se retirar o Sr., se for o caso). Ao final do encontro, podemos dizer: "Foi um prazer conhecê-lo!".

Apresentar as pessoas também exige certa dose de atenção. Dirija-se sempre à pessoa mais importante, apresentando o menos importante na ordem hierárquica ou de precedência. Saiba que, tratando-se dos cargos mais elevados da empresa, apresenta-se a pessoa mencionando primeiro o cargo, depois o nome e sobrenome dela. Quanto aos demais, falamos primeiro o nome da pessoa, em seguida o seu cargo.

Nunca apresente ninguém enfatizando a expressão: "ex-presidente ou ex-diretor". Saiba também que a pessoa mais importante entre o presidente de sua empresa e o cliente, será sempre o cliente.

Homens apresentam sua mulher dizendo: "Esta é Maria Teresa, minha mulher" e mulheres apresentam seu marido dizendo: "Este é Roberto, meu marido". Quando nos referimos ao casal, dizemos "Lá está o Roberto com sua esposa".

Olhe sempre nos olhos das pessoas. Isso mostra o seu interesse no que elas estão dizendo e conseqüentemente o seu apreço por elas. Jamais fique de óculos escuros. Retire-os no primeiro momento. Não fique de braços cruzados e tire a mão do bolso.

Atenção ao dar e receber cartões de visita. Não guarde sem ler, para em seguida perguntar "Qual é mesmo o seu nome?". Demonstre cuidado e gentileza com os cartões que receber e nunca entregue um cartão sujo ou amassado.

Desenvolva em você a arte de saber ouvir. Uma das maiores autoridades em Comunicação de nossos tempos, Wendell Johnson, ensina: "Ouvir bem apura sua sensibilidade, permitindo-lhe romper a concha de isolamento criada pelo individualismo e participar das experiências e emoções alheias".

É raro encontrarmos um bom ouvinte, porque, para ouvir outra pessoa, temos que admitir que o que temos a dizer é menos importante que aquilo que ela nos diz. Saber ouvir é um atributo inerente aos líderes e aos excelentes negociadores. Revele ser seguro de si ouvindo, refletindo, e depois respondendo. Não interrompa as pessoas, não eleve o seu tom de voz, nem se irrite com opiniões contrárias. Fale sempre o nome da pessoa quando se dirigir a ela. Exercite a empatia, procurando entender o que o outro fala, e também como ele se sente. Incline seu corpo na direção do interlocutor. Mantenha seu rosto expressivo, reagindo de acordo com o que está sendo dito.

Candidatos a uma vaga no mercado de trabalho são chamados, com freqüência, para participar de dinâmicas de grupo. Saiba que a aptidão em ouvir, expressar-se verbalmente e defender suas idéias com coerência e naturalidade também serão fundamentais para sua performance.

Conhecer as formas corretas de tratamento também enriquece a arte da conversação. Elas evitam constrangimentos e revelam traquejo por parte de quem as domina. Chame sempre o cliente e os seus superiores de senhor ou senhora, até que ele libere um tratamento mais distenso. Faça o mesmo com os idosos.

Repercute mal conversar sobre assuntos que nem todos possam entender. Da mesma forma, usar uma citação em idioma estrangeiro soa pedante. Se você precisar abordar um assunto particular com alguém do grupo, peça licença e explique aos demais de que se trata. Se tiver que retomar um assunto iniciado, que foi interrompido com a chegada de alguém, relate ao recém-chegado um resumo do que foi dito anteriormente, colocando-o a par do assunto.

Fique atento para escolher assuntos que interessem aos ouvintes. Cada grupo tem seus próprios interesses: mulheres, executivos, jovens e idosos. Evite conversar sobre tragédias, coisas desagradáveis, que geralmente abatem o ânimo e tiram a energia das pessoas. Defesas inflamadas sobre temas ecológicos, políticos e religiosos ou juízos preconceituosos só provocam polêmicas e podem terminar mal. As piadas também são temas arriscados. Seu senso de humor pode não combinar com o das outras pessoas.

* Maria Aparecida A. Araújo é consultora de Comportamento Profissional, Etiqueta Social e Internacional, Marketing Pessoal, Cerimonial e Protocolo; palestrante e facilitadora de cursos especiais; consultora do Instituto Brasileiro da Qualidade Nuclear. É graduada em Letras, com Licenciatura em Língua e Literaturas de Língua Portuguesa. Diretora da Etiqueta Empresarial Executive Manners Consulting, com 21 anos de experiência em atendimento de excelência ao cliente.

© 2010 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por WebSeo