Somos uma empresa altamente especializada, preparada e apta, onde estamos no mercado desde 2000, atuando na confecção de Projetos de Pesquisa, Monografias Prontas, TCC Pronto, Dissertação de Mestrado, Tese de Doutorado, Trabalhos Prontos, Trabalhos Acadêmicos, Escolares, Artigos Científicos, Papers, Apresentação em Power Point (PPT) e Outros. A apresentação final de cada monografia deve seguir um modelo de formatação ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e todos os nossos trabalhos são entregue pronto para o aluno realizar a apresentação, pois já enviamos o trabalho formatado de acordo com as normas da ABNT. Temos o maior catálogo de Monografias Prontas, TCC Pronto e Trabalhos Acadêmicos à pronta entrega, onde disponiblizamos através de uma seção exclusiva com os mais diversos temas de Monografias Prontas. Realizamos um trabalho onde visamos que o aluno realize uma reflexão sobre o TCC Pronto, para que deste modo venha a compreender a importância da monografia realizada, pois, os trabalhos de conclusão de curso (TCC) de graduação, monografias de pós-graduação, dissertação de mestrado e tese de doutorado, possuem um modo de estrutura, escrita e elaboração parecido, alterando apenas os níveis de complexidades de cada trabalho. Oferecemos também um trabalho personalizado, onde, realizamos a orientação acadêmica, ou seja, seremos o seu orientador acadêmico, o aluno desenvolve o seu próprio trabalho sob a nossa supervisão, a orientação acadêmica iremos auxiliar no levantamento bibliográfico, apontar correções e melhorias a serem realizadas no trabalho pelo aluno, correções ortográficas, formatação ABNT e auxilio no desenvolvimento do power point (PPT) para apresentação da monografia.

LiveZilla Live Chat Software


A Importância da Monografia Para o Aluno

FREITAS, Geórgia Karla Roberto. 15.01.2008

Antes de tudo, a monografia é uma forma do aluno versar com individualidade, criatividade e criticidade sobre um tema que ele tenha se identificado ao longo do curso universitário.

Em outros aspectos, é importante que a monografia seja um preparo para o início da vida acadêmica e profissional ao passo que a banca averigúe o potencial do aluno o qual é submetido nesse processo.

A importância da monografia e do início do processo monográfico é direcionar o discernimento do aluno na escolha do orientador do seu trabalho monográfico. Parece um passo pouco importante, mas o detalhe parte da visão do aluno em escolher trabalhar com o professor que tem um bom conhecimento em sua área de interesse.

Outro fator que pode gerar ansiedade e fazer com que o aluno-pesquisador se antecipe ao longo da sua pesquisa é a apresentação da sua monografia para a banca. A sua apresentação é decisiva, preocupa, no entanto, faz o aluno refletir no tema escolhido, o porquê da escolha, a solução científica que ele daria para o problema. Após essa última etapa, a sugestão dos orientadores traz amadurecimento e preparo.

Selecionar bem a bibliográfica que o auxiliará na pesquisa e no plano de projeto da monografia é também lidar com as delimitações e pressupostos teóricos científicos. O aluno deve apresentar ao orientador a sua seleção e utilizar adequadamente o material escolhido.

Saber utilizar a língua materna é fundamental. Contudo, o aluno jamais deve subestimar as aulas de método. Nelas, algumas expressões e a forma como se migra da linguagem formal para a linguagem científica são abordadas em termos e expressões e com o trabalho de leiturização sobre a ciência.

Em relação ao estudo da ciência indica-se aqui o livro: “Discurso sobre a ciência”, do Boaventura. O livro não é fácil de encontrar, mas consta em diversas bibliografias da Metodologia Científica.

Ter a facilidade de expor a sua pesquisa de forma significativa e coma terminologia especializada enquadrada no linguajar científico é de esmero e importância diante da banca e para o amadurecimento do aluno.

Estimular a capacitação mediante a escrita de um projeto monográfico após o esboço do projeto também é importante. Isso demonstra que o aluno está sendo preparado e se preparando para a escrita monográfica de forma a mencionar o que deseja aprofundar na sua pesquisa.

O importante, do ponto de vista psicológico, é despertar o interesse para a pesquisa do tema. Apenas sugerir metas e estabelecer prazos pode conduzir o aluno à procrastinação e entrega do trabalho atrasado, sem a possibilidade de uma correção e leitura mais atenciosa por parte do orientador. Adiar a pesquisa não é a melhor forma de lidar com ela.

Trocar temas com os demais colegas, como se estivessem participando de um colóquio interno também é uma boa iniciativa. Conversando com quem também apresentará o material e o projeto de pesquisa para dar início à escrita monográfica é de grande valia. Desta forma, trocando temas e abordagens, os alunos estarão tendo a visão da cientificidade, estarão preparando-se para a banca e aprendendo, com os demais temas, a delimitar a sua pesquisa.

Como o étimo da palavra aponta, monografia é uma escrita individual. Não há idéias idênticas e sim idéias compatíveis. Portanto, a escrita monográfica não deveria ser realizada em dupla para facilitar os caminhos da orientação e da correção. A escrita monográfica deve ser uma reflexão e um exercício de criticidade individual.

Há obrigatoriedade do aluno desenvolver a sua monografia no final de curso, no entanto deve ser a escrita livre de amarras e correções severas, desestimulando o desenvolvimento básico da escrita do orientado. Obrigatoridade por obrigatoridade o aluno está ciente (e nós, professores, esperamos verdadeiramente por isso!) de suas tarefas.

Se há discussão a respeito do tema escolhido no esboço monográfico necessariamente deve haver uma definição clara e objetiva quanto ao que se pretende realizar. Essa primeira etapa não pode ser deixada de lado.

O aluno deve se conscientizar além de outras coisas, da importância do seu desenvolvimento na pesquisa monográfica para o seu futuro acadêmico e profissional, jamais deixando de lado esses dois campos. As suas idéias podem desenvolver grandes projetos tecnológicos, sociais e científicos de um modo geral.

O aluno também deve ler, constantemente, desde o início do seu curso artigos científicos, modalidades já especificadas nesta seção. A leitura de artigos científicos promove a capacidade de captar o que o aluno pensa e deseja obter de importante para a sua pesquisa, sem desconsiderar o seu objetivo.

Doloroso ou não, o aluno deve se adaptar aos rigores e comportamentos e posturas de um pesquisador científico no que diz respeito à metodologia e à forma como irá desenvolver e expor o seu trabalho.

Mais um lembrete: introdução e conclusão não começam e terminam o trabalho monográfico para dizer que tem “algo no meio”. Falaremos em outros textos aqui da importância de ambos, mas...., CUIDADO com o que vai introduzir e concluir. Essas funções no seu trabalho, se foram relapsas, podem descaracterizar o desenvolvimento.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

MARCONI, Marina de Andrade & LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa. São Paulo: Atlas, 2000 (exemplar do professor).

© 2010 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por WebSeo