Somos uma empresa altamente especializada, preparada e apta, onde estamos no mercado desde 2000, atuando na confecção de Projetos de Pesquisa, Monografias Prontas, TCC Pronto, Dissertação de Mestrado, Tese de Doutorado, Trabalhos Prontos, Trabalhos Acadêmicos, Escolares, Artigos Científicos, Papers, Apresentação em Power Point (PPT) e Outros. A apresentação final de cada monografia deve seguir um modelo de formatação ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e todos os nossos trabalhos são entregue pronto para o aluno realizar a apresentação, pois já enviamos o trabalho formatado de acordo com as normas da ABNT. Temos o maior catálogo de Monografias Prontas, TCC Pronto e Trabalhos Acadêmicos à pronta entrega, onde disponiblizamos através de uma seção exclusiva com os mais diversos temas de Monografias Prontas. Realizamos um trabalho onde visamos que o aluno realize uma reflexão sobre o TCC Pronto, para que deste modo venha a compreender a importância da monografia realizada, pois, os trabalhos de conclusão de curso (TCC) de graduação, monografias de pós-graduação, dissertação de mestrado e tese de doutorado, possuem um modo de estrutura, escrita e elaboração parecido, alterando apenas os níveis de complexidades de cada trabalho. Oferecemos também um trabalho personalizado, onde, realizamos a orientação acadêmica, ou seja, seremos o seu orientador acadêmico, o aluno desenvolve o seu próprio trabalho sob a nossa supervisão, a orientação acadêmica iremos auxiliar no levantamento bibliográfico, apontar correções e melhorias a serem realizadas no trabalho pelo aluno, correções ortográficas, formatação ABNT e auxilio no desenvolvimento do power point (PPT) para apresentação da monografia.

LiveZilla Live Chat Software


O Que é Uma Monografia

Fonte: Bumeran

FREITAS, Geórgia Karla Roberto. 15.01.2008

Segundo Cunha (1997), Do radical grego mono (único, isolado) e do elemento graphia , derivado do grego gràphein (escrever, desenhar, descrever), a palavra monografia significa uma “escrita única”, ou seja, peculiar e individualmente atribuída a um único pesquisador.

Essa definição etimológica inicial destaca um fator preponderante ao longo da escrita monográfica atualmente: a sua característica deve refletir pensamentos de um único sujeito. Portanto, ao se submeter à escrita monográfica, o aluno deve estar imbuído da consciência de que o início dessa atividade deve ser a projeção das suas próprias reflexões. Um roteiro para iniciar a escrita é de grande valia como ponto de delimitação da sua temática.

- Em que campo deseja realizar a pesquisa?

- Que idéias lhe são sólidas no campo de pesquisa escolhido?

- Quais pontos podem ser escritos para estender os tópicos concernentes ao tema?

- Que autores abordam os pressupostos iniciais da sua pesquisa?

Esses dentre outros questionamentos devem estar presentes na busca do que escrever e como desenvolver, aprofundar o processo de escrita monográfica. Atualmente, mestres, especialistas e doutores têm solicitado aos seus orientandos originalidade nas propostas e realização da pesquisa, bem como a concretização do texto final. Certa vez, em uma Aula Magna , ouvi um catedrático afirmar que os alunos, enquanto produtores de textos, não buscavam idéias próprias, autênticas, reflexões sobre a temática escolhida. Apenas repetiam os autores referenciados. Falta projetar as próprias idéias, ousar e ser Autor do texto criativo, pois a monografia de final de curso não representará idéias alheias. Apenas as SUAS IDÉIAS. Logo, um insight inicial a respeito do que se deseja escrever é fundamental.

A escrita monográfica para muitos alunos tem se tornado um martírio, a via crucis para a aprovação – ou reprovação – do final de curso. Muitas normas são apresentadas ao pesquisador, muitos textos lhe são cobrados. Contudo, o aluno deve refletir o que lhe foi acrescido ao longo do curso em estudo, pois a finalidade da monografia é exatamente esta: sintetizar o que foi estudado ao longo dos anos acadêmicos. Não é fácil, nem impossível. Todavia, o curso realizado, certamente, acrescera-lhe em vários aspectos e mudara seus pensamentos, propusera renovações na prática, as quais podem ser projetadas no trabalho de final de curso. A monografia, portanto, é:

A elaboração de um trabalho científico [...] que exige do pesquisador iniciante um trabalho intenso, tendo em vista a busca de uma ou mais respostas ao problema proposto. Essa busca, que mais se assemelha a uma garimpagem intelectual denomina-se pesquisa. (FILHO & SANTOS, 2000, p. 19)

Como os autores colocam, pesquisar e escrever um trabalho monográfico não é tarefa fácil. Muitas dificuldades são enfrentadas e podem ser devidamente superadas sem perder de vista o gosto pela pesquisa e pela evolução do tema escolhido.

Para dar inicio à escrita a respeito do assunto escolhido como síntese do curso vivenciado, é necessário dar um passo à frente e tornar-se pesquisador. Se você delimitou as questões iniciais, o assunto SOBRE o qual versará o seu trabalho, pesquise, realizando a “garimpagem intelectual” dos autores teóricos conhecidos e que desenvolvem questões sobre a idéia central de sua monografia.

Existem diferentes tipos de pesquisas ao longo trabalho monográfico, a saber:

• PESQUISA CIENTÍFICA: classifica-se como o suporte teórico dos assuntos os quais serão tratados em seu trabalho monográfico. Para que delimite as fontes, é preciso que defina, como sugerido inicialmente, o OBJETO de sua pesquisa. A pesquisa científico-teórica encaminhará o trabalho para a verificação e contestação de hipóteses.

• PESQUISA TEÓRICA: classifica-se como importante encaminhamento ao aprofundamento teórico do assunto a ser estudado, principalmente se não há intento em expor dados práticos em sua pesquisa. Caso o seu interesse seja o estudo da “Influência francesa na sociedade carioca do século XIX” , a temática inicial está delineada. Dar-se-á prosseguimento aos subtemas e aprofundamento com pesquisas teóricas que o orientem no desenvolvimento do assunto escolhido.

• PESQUISA PRÁTICA: classifica-se como a aplicação do tema sugerido e que será desenvolvido ao longo do estudo monográfico, visionando a utilização prática e ATUAL do tema. Caso sua temática seja “A reciclagem de resíduos nas refinarias petrolíferas” , o tema se encaminhará para o estudo da prática com as referências atuais e pesquisas de estudiosos da atualidade.

• PESQUISA DE CAMPO: classifica-se com a aplicação de questionários em universos de amostras, coleta de dados, definição e propostas para a resolução de problemas. O tema “A reciclagem de resíduos nas refinarias de petróleo” pode ser complementado com o estudo de campo, a ser reportado como descrição de percurso e resultados no seu trabalho monográfico.

Mais ainda há recomendações...

Todos passam pela monografia com dúvidas nas etapas de desenvolvimento. É um desafio, sim. Um bom desafio para a reunião dos conhecimentos acumulados nos períodos cursados.

Para que você não encontre dificuldade nessa etapa, alguns conselhos:

- Se algum assunto lhe interessar em qualquer etapa do curso, detenha-se em conhecê-lo mais a fundo, independente de outras atividades que a faculdade certamente lhe exigirá. Seja persistente no que realmente atrai o seu conhecimento;

- Conscientize-se de que a pesquisa não é como o ARQUIVO X – algo está no ar sempre e não podemos alcançá-lo ; ou como SINAIS – os ETs estão chegarão um dia para dominar a Terra .... A pesquisa deve começar desde o momento em que você inicia o curso. Ela é única e exclusivamente para o SEU DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL e passar pelo TCC não é sinal de que suas pesquisas vão terminar com ela.

- É bom ler jornais, revistas, histórias em quadrinhos ou ficar na TV ao longo do dia. Mas jamais perca o apreço pela leitura científica. Isso faz muita diferença e ajudará a clarear os objetivos do que deseja pesquisar;

- Para se adequar ao decurso de uma pesquisa deve se familiarizar com as normas científicas. Elas não estão lá de enfeite. Servem para que haja um padrão para o seu orientador e para os demais que irão avaliar o seu trabalho, ainda mais se o mesmo for publicado;

- A língua mater tem várias representações sociais. Se eu estou em um barzinho, falarei de uma forma, se eu escrevo uma carta de apresentação, mudam-se as regras coloquiais. Se eu faço um trabalho monográfico, naum poço escrever assim;

- Ter apreço ao trabalho científico, com as diferentes modalidades de pesquisa, com o aprofundamento do uso da língua materna, normas, não quer dizer que o apreço pela linguagem clássico-literária deva ser abandonado. Leia os clássicos universais quantas vezes precisas. O gosto pela boa literatura lhe dará a consciência do que é SER AUTOR.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Antônio Geraldo da Cunha, Dicionário Etimológico Nova Fronteira, 2ª. ed. 1997.

FILHO, DP & SANTOS, J.A. Apresentação de trabalhos científicos: Monografia – TCC – Teses – Dissertações. São Paulo: Futura, 2000, 140 páginas.

CUNHA. A.G., Dicionário Etimológico Nova Fronteira, 2ª. ed. 1997., 1103 p.

© 2010 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por WebSeo